BLOG

Óculos de Sol Ray-Ban - A história do ícone da moda

Uma marca que alcançou um patamar que todas as marcas um dia sonham em ter, que é ter seu nome associado ao produto, mesmo que o mesmo não seja da mesma marca, pois as pessoas ainda quando falam de óculos de sol se referem a ele como Ray-Ban, mesmo sendo de outra marca ou modelo.Isso se deve a popularidade que a marca alcançou com seus modelos e qualidades excelentes. Mas para podermos falar sobre essa popularidade, devemos voltar muitos anos atrás, em 1937 quando o Tenente-aviador John McCready voltou de um viagem de balão e reclamou que o sol havia atrapalhado e que provavelmente sua retina teria sido danificada, então contatou a empresa americana Baush & Lomb, famosa fabricante de óculos de sol da época que fora fundada por J.J. Baush e H. Lomb, para fabricar um óculos com proteção excepcional para o problema não ocorrer novamente.

Por pedir um óculos de sol tão específico, o nome surgiu por essa especificidade, Ray-Ban, que Ray do inglês significa Raio e Ban seria a abreviatura da palavra Banish que significa eliminar/ banir, então em 7 de maio de 1937 a patente foi registrada. O protótipo desse óculos de sol ficou conhecido como anti-glare, pois além de ser muito leve, com cerca de 150 gramas, banhada em ouro e com as lentes em cristal de um mineral resistente que teria proteção contra os raios ultravioletas e infravermelho. Com esse óculos sendo muito bem aceito, os pilotos dos caças na Força Aérea Americana, que também reclamavam dos mesmos problemas de visão, aderiram ao uso e com isso o modelo Ray-Ban Aviator foi o primeiro modelo a ser lançado e a se tornar popular entre esse público que com o passar do tempo usaram ainda mais.

Nos Anos 50, o designer Stegeman, criou o primeiro “Wayfarer” que seriam óculos de sol num formato mais quadrado e todo em acetato, mas vendeu a sua patente a empresa Baush & Lomb que por sua vez criou o modelo Ray-Ban Wayfarer, que fôra criado para os pilotos também, mas se popularizou mais rapidamente no meio das artes, entre atores e atrizes, pelo seu formato e cores vibrantes. A fama desse modelo começou a perder a sua força na década de 70 e a Ray-Ban querendo voltar a era de ouro com o modelo, começou a investir em Hollywood, onde os atores e atrizes começariam a usar nos filmes, trazendo o modelo de volta ao mercado e se tornando um ícone de moda e sofisticação. Assim nos anos seguintes, alguns modelos foram adicionados a essa coleção, mas em 1999 a empresa americana Baush & Lomb, vendeu a Ray-Ban para a empresa italiana Luxxotica, e hoje continua se firmando como ícone de luxo e moda, onde se vende um estilo de vida. Alguns modelos conseguiram entrar no patamar de modelo ícone, como o Clubmaster, o Erika, o Round e o Justin!